Arquivos de sites

Nova bebida: yakult com vodka

O que dá a mistura de Yakult com vodka?

HOJE É SEXTA, WHY NOT?

AHEUEAHUEAHUEAHUHEAUHEAUHEAUEAHUEAHUEAHUEHAUHEAUEHA

Compartilhado pelo perfil do Newton Koga.

Anúncios

Bar Iemanjá: uma noite para se lembrar (ou não)

Não, vocês não estão alucinando. Sim, sou eu escrevendo. É, eu mesmo! Mas não se acostumem (to me fazendo de difícil).

Este sábado eu, Rafael e dois amigos (vamos chamá-los de 1 e 2 – hahahaha – para não comprometer) resolvemos sair. Mas, diferentemente das outras vezes, queríamos gastar menos sentar, conversar e dar risada. A idéia era ir num barzinho na Vila Madalena. Qual? Isso faz parte da aventura. 

 

Mas o nosso querido amigo 1 já vacilou e resolveu chamar uma amiga que, coincidentemente, mora perto da minha casa. Então, lá foi o choffer. Nisso, Rafael disse que queria levar uma amiga. Sobraram eu e o amigo 2, que foi intitulado de “minha puta da noite”.

 

Voltando ao que interessa, depois de ir buscar a amiga do amigo 1, fui direto pra casa do Rafael, pois de lá iríamos de taxi. Aproveitamos pra fazer um esquenta, que envolveu um shot de cachaça artesanal pra mim, mais um copo de vodka com energético pra mim e o que sobrou, pro Rafael e pra nossa nova amiga.

 

Chegando na Vila Madalena, resolvemos ir no Maddá, mas tava lotado, não tinha hostess e os seguranças eram uma simpatia só. Muito bom, principalmente porque ontem nem tava frio. Então, resolvemos atravessar a rua e ir ao Bar Iemanjá. Tá, não foi simples assim, mas o álcool se nega a sair do meu corpo e eu to impaciente.

 

Fomos muito bem recepcionados por uma loira-linda-que-ainda-to-apaixonado-e-nem-me-deu-bola. Disse que não tinha mesa pra seis, mas que poderíamos esperar no balcão até vagar. Nisso, pedimos cinco shots de Germana (R$ 8,00), uma cachaça muito boa, mas não degustei, só virei. Lembro que, nesse mesmo período de tempo, encontramos o gerente do banco do amigo 2, mas só to falando isso pra constar. Ah, já que é pra constar, ele tava com uma japonesinha-gata-que-eu-também-to-apaixonado-até-agora.

 

Cinco minutos depois, conseguimos uma mesa e pedi uma Boazinha (R$ 5,00). Essa não condiz com o nome, mas com o seu estado depois de 2 minutos. Só digo que dali pra frente não me lembro de muita coisa. Lembro que pediram Chopp Escuro Brahma (R$ 5,00) e o claro também. Depois, lembro de ter pedido duas Bohemias long necks (R$ 5,00). Quer dizer, não lembro. Mas se o Rafa lembra, foi feito.

 

Muito liquido e pouca bexiga, igual a banheiro. Ok, limpinho, mas não tinha condições de tirar foto. Eu não tinha condições, diga-se de passagem. Mas o Rafa teve a brilhante idéia de tirar foto das pias, que era numa área comum. Lindo. Parecia de motel. E digo que essa não é uma sensação legal quando tem um homem ao lado. Enfim, lavei as mãos com sabão e com as pétalas. Já disse que adoro estragar a decoração dos lugares?

 

dsc00113

 

Se engana quem acha que a noite acabou ali. Fomos numa padaria famosíssima (a qual não lembro o nome) pra comer alguma coisa. Só digo que eu achava que tinha pedido um sanduíche de filet mignon, todos achavam que era mortadela, mas no final era picanha fatiada.

 

dsc00112

Ah é, a gente comeu mandioca… 

 

Bom, finalizo esse post pedindo desculpas aos meus pais que estão lendo e aproveito pra dar graças por trabalhar, estudar e não ter tempo de vê-los durante a semana pra tomar sermão. Ah, e a todos os presentes na noite de sábado: vergonha alheia rules! Hahahahahahaha

 

Onde? R. Mourato Coelho, 1325 – Pinheiros – São Paulo – SP

Telefone: (11) 3032-6881

Faixa de Preço: até R$ 35

Cartões: Visa | Mastercard | Credicard | Dinners

Horário: De 3ª a 6ª a partir das 17h; Sáb e dom a partir das 13h.

Faixa Etária: de 22 a 25

Lotação: 250

Site: www.bariemanja.com.br

quatrocopos1

Pissed: mimijei*

*Título em homenagem ao Se Mata. HAHAHAHAHAHAH

 

Caros leitores, na extrema falta do que fazer, hoje resolvi me aventurar em alguns webgames. Fui fuçando, fuçando…até achar esse joguinho que PUTAQUEPARIU.

 

A idéia é bem simples. Você tem que beber e mijar. Mas não pense que é tão fácil. Nãããooo! Você tem que acertar a mira! Para os homens, um treino. Para as mulheres, a chance de ficar na nossa pele, mesmo que virtualmente. Sintam só o drama:

 

 

Quanto mais você bebe, mais difícil fica. Eu comecei com 2 copos de cerveja, claro. Vi que já era meio difícil, mas consegui 98% de acerto. Aí tomei um vinho (tá, que bichisse, mas eu queria acertar a mira, pô!) e acertei 95%. Aí voltei pra cerveja e acertei 85%. Resolvi avacalhar e tomei as 3 doses de vodka. Acertei 77%. Pra fechar, cerveja de novo. Fiz 63% e desisti. Quase ataca a tendinite. Isso porque nem tenho.

 

De qualquer forma, segue a dica pra vocês que estão perdendo essas tardes ensolaradas, enquanto eu me delicio na banheira que eu coloquei na laje.

Contos do Bebum: Vodka

Olá, meu nome é Priscilla e eu sou alcoólatra (Olá, Priscilla). No Manual do Botequeiros de hoje, vamos desvendar a maldita. Não, cachaça é praticamente um anjo perto dessa bebida que tem pacto com o tinhoso.

 

Senhoras e senhores, a rainha da trevas (Elvira?): a Vodka.

 

Olha, se vodka fizesse bem, a Rússia seria potência, não? Eu tenho um verdadeiro horror por essa bebida, porque ela te engana, você bebe um pouco e, quando percebe, está andando com a saia presa na calcinha…

 

A vodka, para mim, funcionou até os 19 anos, quando tive um porre horrendo, que foi parar no Orkut e acabou com minha carreira de aspirante à BBB. Mas, como sou a mais pé de cana, vou escrever alguns tópicos sobre essa bebida querida.

 

Querida meu ovo!

 

Vodka, o que é?

 

Bem, como já dito anteriormente, essa bebida, conhecida na Rússia com “água”, tem pacto com o cão e, como já disse Jeremias, foi o cão que colocou para nós bebermos (ok, com um português mais sofrível, mas disse).

 

A vodka, ao contrario da cerveja, precisa ser de qualidade, pois ao contrario, pode causar dores de cabeça, vômitos na calça e noites com estranhos.

 

A vodka é mais chic, assim como o diabo que veste Prada, e é a favorita dos baladeiros, pois não faz você fazer xixi de 2 em 2 minutos. Não dá bafo e é servida no copo, sendo visualmente mais agradável que a cerveja, que vem na lata, o que nos remete àqueles tiozinhos de porta de boteco com a camisa do Maluf na altura do umbigo, chinelo Samoa e latinha de Polar na mão.

 

Vodka vai bem com o quê?

 

Ao meu ver, vodka cai bem em drinks  (Sex on The Beach, Mojito) e ALGUNS refrigerantes. Caps Lock no alguns porque coca-cola é com rum, pelo amor. Coca-cola com qualquer outra bebida é primitivo, só deve ser bebido até os 17 anos (que horror).

 

Sexo n the Beach, Ciccareli style!

 

O problema com os destilados é que, por serem muito fortes, são misturados até com bolacha “negresco” para embebedar as menininhas. Tudo bem, acho que bom gosto é que nem bunda, alguns tem, outros não, mas vamos ser sensatos: suco em pó, bolacha, leite condensado, é tudo uma delícia… na hora! Meu, isso faz muito mal para o fígado e você enche a cara sem saber.

 

Batidas com frutas também são ótimas pedidas, assim como a caipiroska. Minha favorita é a de amora com açaí do Esquenta Madá (googleia aí, é bem legal esse bar).

 

Qual vodka é a melhor?

 

Olha, de cada 10 bebedores de vodka, nove me disseram Absolut. Bom, só tomei uma vez e nem senti a diferença, confesso. Mas já experimentei vodka de quinta, então posso falar das ruins.

 

Qualquer vodka com nome de música do Capital Inicial, com cachorros na embalagem ou em garrafas plásticas são ve-ne-no, usadas só em drink de puteiro. Gente, vamos com bom senso: a grana esta curta, você quer ficar doidão, toma pinga. Vodka vagabunda é pior que sogra, que churrasco grego estragado.

 

Não direi nomes…

 

Das que vendem no supermercado, e as mais populares, fiquem entre as Offs da vida. E, se Possível, troquem o saquinho de tang por um abacaxi, que vai ser bem melhor.

 

Esse foi mais um Contos do Bebum. Sugestões e críticas serão encaminhadas para nosso SAC. Gostaram do texto? Depositem R$27 na conta Banco Real, Ag, 0929, C/C 5006870 e paguem uma balada para essa que vos fala. O salário caiu, assim como todos os cheques que eu utilizei mês passado.

 

Beijundas.

Contos de Bebum: Manual da Cerveja

A cerveja… O que dizer dessa bebida, preferida entre 9 de 10 universitários, mais antiga que Matusalém e que é a melhor companheira do botequeiro?

 

Hoje vamos desmistificar a cerveja, saber o porquê de ser favorita, sem essa firula da Bohemia, com historinhas das madres mancas que plantavam trigo no cume com a roseira.

 

Ai, eu vou é encher a cara!

 

Cerveja, o que é?

 

Bom, se você está lendo isso aqui e não sabe, aconselho o senhor a visitar esse site. Agora que você já sabe, vamos ao que interessa.

 

A cerveja é coca-cola da nossa geração. Serve para evitar pedra nos rins, lotar filas de banheiro e, dependendo do caso, fazer com que você solte o american idol que existe dentro de você. Com a cerveja você pode socializar e, se exagerar, faz com que você passe vergonha.

 

A cerveja, geralmente, não tem o poder do vinho e da vodka de fazer você ter um porre conhecido como PT. Porém, ao exagerar, prepare-se para a maior dor de cabeça que você vai ter na vida, depois da dor de corno, óbvio.

 

A cerveja é altamente calórica (assim como todas a bebidas) e é conhecida por transformar as gatinhas do colegial nas pançudinhas da faculdade. Sua cor dourada faz com que seres normais virem monstrinhos do Senhor dos Anéis, não dividindo o copo nem com a Angelina Jolie. Alguns homens, depois de um dia estressante de trabalho, trocam a Angelina pela cerveja, afinal ela não reclama e não vai querer fazer você adotar 20 criancinhas.

 

A cerveja dá bafo sim senhor, e não há trident que vá te ajudar. Aconselhamos você escolher o dia da cerveja e o dia de pegar geral. Se for fazer os dois, por favor, tente comer alguma coisa antes, de preferência um alimento (cebola e alho é sacanagem).

 

A cerveja também é conhecida como porta de entrada do inferno: em muitos casos, é a bebida que faz com que você tome a iniciativa de tomar uma cachacinha, um uisquezinho, uma baranguinha e etc.

 

A cerveja, por seu custo baixo, é amiga dos universitário, pois, como todo mundo sabe, universitário é duro: ou é estagiário de bigodinho ou vagabundo com mesada sem-vergonha dos pais. Os que tem dinheiro bebem chopp e uísque, bebidas que abordaremos em outros posts.

 

Você não vai ficar com ela bebendo. Nem vai ficar assim.

 

Cerveja vai bem com o quê?

 

Olha, no meu ponto de vista, vai bem até com jiló. Se fosse homem, falaria que iria bem até com sua mãe, mas sou fina.

 

Falando sério, a cerveja vai bem com comidas bem gordurosas, como aperitivos, feijoada e churrasco. Por bebermos bem gelada, ela dá aquela refrescada e não deixa você gordinha suada (ou safada, como preferirem). Eu gosto muito de cerveja com pizza, mas eu sou alcoólatra e estou há 24 horas sem beber (mais 24 horas!).

 

Feijoada chupinhada daqui.

 

Quais cervejas tomar?

 

Bom, acredito piamente que depois da primeira você toma qualquer uma, mas realmente a diferença entre cerveja é grande e mesmo entre as populares, você tem uma preferida. Jabás a parte (apesar de eu não ganhar nem uma dose de pinga com o blog), vou fazer uma seleção de cervejas.

 

Para beber no boteco: Boteco, pra mim, é do Zé e do Bigode. Se o seu boteco tem papel higiênico, já virou bar. No boteco, se você tiver um pouquinho de critério, aconselho a Brahma. Se a Brahma estiver quente, a Skol. E se não tive nenhuma das duas, você pode baixar o nível geral e seguir a linha Itaipava, Nova Schin ou Crystal. Agora, se não tiver nenhuma dessas, peça um ovo colorido e uma Cynar, porquê o lugar é podre.

 

Para beber no bar: Bar tem papel higiênico e escondidinho. O garçom te atende e as pessoas não possuem nenhuma micose visível. Nesse caso, sigo duas linhas de preferência, pois são geralmente bebidas que acompanham comidas. Se for um boteco-chique, com porções ou feijoada, Original e chinelinho. Se for bar mesmo, com uma carta de cervejas, vou de Norteña, Quilmes ou Eisenbahn. E sapato de bico fino, por favor.

 

Para fazer churrasco: Bom, o churras também tem seus critérios. Se o churras for aquele no fim do mês, onde o pessoal só ta agitando porque acabou o dinheiro da balada, pode ser até Bavária, pois o intuito é ficar bêbado. Agora se for um churras comemorativo, vamos de Itaipava garrafa ou Skol. E picanha, sem essa de coxão mole, pelo amor.

 

Para beber em jogos universitários: Olha, não há critério para jogos universitários. Eu me envergonho nesses eventos.

 

Bom gente, esse foi nosso Manual. Semana que vem, falaremos da Vodka, amiga de Yeltsin e popularmente conhecida como vódega. Um abraço para todos e depois de Domingo Maior, vão dormir.

Vodka com Melancia e Abacaxi

Essas receitas são baseadas em experiências de vida, de viagens, de amigos, de família, etc…Não busquei em nenhum site de receita nem em algum livro. Por isso, aqui deve começar uma cadeia de sugestões para tornar essa receita cada vez melhor!

 

Vodka com Melancia:

 

 

INGREDIENTES:

 

1 Melancia;

Gelo;

1 Garrafa de Vodka (Smirnoff para os humanos, Absolut para os sobre-humanos)

Você vai precisar também de um jarro e de uma faca bem afiada.

 

MODO DE PREPARO:

 

Primeiro de tudo, com muitíssimo cuidado, faça um buraco de mais ou menos 4 centímetros de diâmetro na lateral da melancia (não nas pontas, nos extremos). Em seguida, “esprema” com a faca o interior da melancia, para que se forme uma espécie de suco. Coloque metade do conteúdo da garrafa de vodka dentro da melancia e mexa com cuidado. Depois, despeje o conteúdo em uma jarra com gelo e aprecie com moderação esse drink (existe o problema das sementes). Eu acredito que não é necessário adicionar açúcar, mas fique a vontade se achar necessário. Esse drink é um oferecimento de Andressa Soares, a Mulher Melancia (em homenagem a sua Playboy do mês de Junho, maravilha)

 

Vodka com Abacaxi:

 

                        Foto: http://www.vitgold.com.br/fotos/abacaxi.jpg

 

INGREDIENTES:

 

1 Abacaxi (não tão maduro, por favor);

1 Garrafa de Vodka (Smirnoff serve com certeza);

Gelo;

Mel;

Canudo e uma faca afiada.

(Esse drink é uma maravilha)

 

MODO DE PREPARO:

 

Corte a coroa do abacaxi, de modo que o interior da fruta já fique exposto (uns dois dedos depois da coroa). Faça o mesmo procedimento feito com a melancia, espremendo o interior do abacaxi até que se forme um suco no interior. Adicione Vodka e gelo a gosto (eu coloco um copo de 300ml de Vodka, pra mata os germes na minha boca, melhor que Listerine). Depois, misture no drink uma colher de Mel. Você não precisará de copos, pode apreciar o drink na fruta mesmo (que chic), por isso sugeri um canudo.

%d bloggers like this: