Arquivos de sites

Cervejaria Kirin finaliza compra da Schincariol

Agora é definitivo.

Lembram quando falamos sobre a Schincariol ser colocada a venda? Pois bem, depois de comprar pouco mais de 50% da Schincariol em Agosto deste ano, a cervejaria japonesa Kirin anunciou a compra total da cervejaria brasileira hoje, 04/11/2011. Alguns acionistas minoritários até tentaram bloquear a venda, mas sem êxito.

Veja a matéria completa feita pelo G1:

A companhia japonesa de bebidas Kirin anunciou nesta sexta-feira (4) a compra da totalidade da Schincariol, da qual já possuía metade das participações.

A Kirin completou nesta sexta a compra da Jadangil, que detinha 49,54% da fabricante de bebidas brasileira, em uma operação avaliada em 105 bilhões de ienes (cerca de R$ 2,33 bilhões), segundo um comunicado da empresa.

Os acionistas minoritários da Schincariol, da qual a Kirin controlava mais de 50% desde agosto deste ano, tentaram bloquear a venda da nova parcela na Justiça brasileira, que decidiu levantar a medida cautelar em outubro, lembrou o diário “Nikkei”.

“Esta aquisição adicional não só melhorará a gestão da Kirin sobre a Schincariol como subsidiária em propriedade absoluta, mas também ajudará a Kirin a aumentar ainda mais a competitividade da Schincariol no emergente mercado brasileiro e a gerar sinergias com a Kirin”, explica a companhia japonesa no comunicado.

O consumo de cerveja no Brasil cresceu 11% em 2010, segundo dados da Associação Nacional de Bebidas, enquanto caiu no Japão no mesmo período.

A Schincariol foi fundada em 1939 como fabricante de refrescos e hoje em dia possui mais de dez fábricas que produzem cerveja e outras bebidas não alcoólicas em diversos pontos do Brasil.

E aí, o que vocês acham que vai mudar?

Cervejaria Bohemia 3D: a um click da Alemanha

Curtimos boteco por diversos motivos, mas não tem como negar que a cerveja (NÃO VOU COMENTAR NADA SOBRE A LEI SECA, JURO!) é um dos principais. Sou daqueles que curte saber como as coisas são feitas, funcionam e demais “nerdices”. Como não estou com verba para conhecer a Alemanha, tive que apelar pra web pra conhecer uma fábrica de cerveja. Ok, poderia ser um porre… Só que a visita virtual em 3D (gráficos interativos, meio lúdico, música meio piegas) está disponível no site da Bohemia (cerveja boa, site bom, idéia boa).

 

Foto do tour

 

A cervejaria explica todos os processos (recebimento do malte, moinho, brassagem, adega e engarrafamento) e como cada um funciona. Tive que engolir meu orgulho botequeiro e ser chamado de aprendiz pelo Mestre Cervejeiro da Fábrica (uma voz do além), que fica aplicando testes ao longo da visita. O tour pela fábrica é mais para conhecer os processos, não haverá alta tecnologia (seria medo da concorrência?), pois utiliza o conceito de fabricação artesanal pra ilustrar. No final, ganhei um “Certificado de Aprendiz do Mestre Cervejeiro” por acertar as questões (nível Uniesquina — preferi não nomear faculdades com vestibulares fáceis).

 

Não sei quanto tempo demorei fazer a visita completa, pois fazia várias coisas ao mesmo tempo (provavelmente deixou a parada mais palatável, tour sempre tem umas coisas chatas). Uma coisa é certa: dependendo da conexão, será meio demorado.

 

Só um aviso, por favor, não banquem o Beakman (resgatei) ou a Barsa no boteco. Aprendam, curtam e usem em último caso. Se algum botequeiro começar a falar do processo de fabricação da Bohemia nesse final de semana quando formos escolher a breja, vai tomar um pedala do Caipira.

 

Além da visita, se você for um botequeiro louco por Bohemia, dá pra fazer downloads de fotos, screensavers, wallpapers e até se cadastrar para receber novidades (olha o marketing/spam).

 

Quer fazer o tour? É só clicar aqui!

Devassa: mais do que um boteco

A Devassa é uma cervejaria situada no bairro Jardins, representando a primeira filial paulistana da famosa rede carioca, com chopp de fabricação própria. Próxima da Avenida Nove de Julho, é perfeita para encontros após o expediente (famoso Happy Hour – para os bêbados de plantão, lê-se “répi áuer”, ok?). Como qualquer cervejaria de boa qualidade, possui um cardápio singular que, além de contar com porções clássicas de boteco, possui alguns itens exclusivos, como a Carnuda (filé ao molho roti, cubos de cebola, salsa, queijo prato derretido e aipim).

O chopp, o único no Brasil que não passa por processo de pasteurização, é servido em quatro tipos: loira, morena, ruiva e índia, de acordo com a coloração da cerveja. Vale lembrar que o teor alcoólico aumenta progressivamente.

A decoração é repleta de referências à fábrica da marca (como segue na foto abaixo), com imagens dos tanques de fabricação, quadros negros e espelhos. O local conta com dois ambientes: no primeiro, um térreo com o bar, mesas de madeira e um deck externo. Excelente para uma boa degustação dos chopps da casa, comilança, risos e paqueras. O segundo, um lounge no piso superior, mais reservado e com iluminação fraca, utilizado como pista de dança na maioria das vezes, que também pode ser alugado para eventos.

deversidade de sabores para agradar a gregos e troianos

É freqüentado por um público jovem, eclético e muito comunicativo, portanto, não esperem ouvir qualquer tipo de música. Sim, há música ambiente, só não se pode escutá-la, devido aos altos papos, risos e paqueras.

Onde fica? Al. Lorena, 1040 – Jardins – São Paulo – SP
Tel: (11) 3083-4470
Cartões: Visa | Mastercard | Dinners | Amex
Horário: De 2ª a 4ª das 17h à 01h. De 5ª a 6ª das 17h às 02h. Sab das 12h às 02h. Dom das 12h às 23h.
Idade Mínima: 18
Faixa Etária: de 22 a 35
Lotação: 200
Categoria: Birra (Happy Hour)
Site: www.devassa.com.br

%d bloggers like this: