Arquivos de sites

BoTeQueira like a boss

Máquina de cerveja no trabalho: sim ou não?

Acabei de me deparar com um post no Radar Pop, falando sobre uma agência de publicidade chamada Arnold, que fica em Boston, nos EUA, que resolveu colocar uma máquina de cerveja para seus funcionários.

 

A idéia surgiu dos próprios funcionários – claro, quem mais daria uma idéia dessas? -, que gastaram uma verba de U$ 100 mil. O dinheiro, lógico, veio do patrão.

De acordo com o post, os funcionários têm até direito a cervejas grátis. E a brincadeira não para por aí: a máquina está conectada ao Twitter. Pois é, quando passa muito tempo sem alguém ir lá buscar uma gelada, ela solta o seguinte tweet: “Só uma pessoa quis cerveja na última hora. Sou um robô solitário. Venham a mim”. É mole?

Mas e aí, o que vocês acham? Vale a pena ter uma dessas no trabalho ou atrapalha no rendimento do funcionário?

A conta de R$ 73.000,00

Lembram da ação “Drunk Vallet“, do Bar Aurora & Boteco Ferraz? Pois bem, ainda na onda do “chocar o público”, eles fizeram outra ação tão impactante quanto.

Infelizmente as pessoas só se dão conta de algumas coisas quando são atingidas em uma parte muito delicada: no bolso. Ninguém quer que batam seu precioso carro – mas não tá nem aí em dirigir o próprio carro sob efeito de álcool e causar um acidente (às vezes fatal) – , e nem pagar caro na conta do bar.

Por isso, a Ogilvy resolveu fazer mais uma ação MUITO boa, que irritou muita gente, mas passou o recado e recebeu muitos elogios. Dá só uma olhada:

Então, se você for pro HH da empresa hoje – ou em qualquer outro dia – tome cuidado. Você pode rachar o taxi, escolher o motorista da rodada, voltar a pé, tentar a sorte no transporte público, ou até mesmo apelar para a carona dos pais.

Só não faça cagada e não espere perder um amigo para mudar a sua atitude.

Cervejaria Kirin finaliza compra da Schincariol

Agora é definitivo.

Lembram quando falamos sobre a Schincariol ser colocada a venda? Pois bem, depois de comprar pouco mais de 50% da Schincariol em Agosto deste ano, a cervejaria japonesa Kirin anunciou a compra total da cervejaria brasileira hoje, 04/11/2011. Alguns acionistas minoritários até tentaram bloquear a venda, mas sem êxito.

Veja a matéria completa feita pelo G1:

A companhia japonesa de bebidas Kirin anunciou nesta sexta-feira (4) a compra da totalidade da Schincariol, da qual já possuía metade das participações.

A Kirin completou nesta sexta a compra da Jadangil, que detinha 49,54% da fabricante de bebidas brasileira, em uma operação avaliada em 105 bilhões de ienes (cerca de R$ 2,33 bilhões), segundo um comunicado da empresa.

Os acionistas minoritários da Schincariol, da qual a Kirin controlava mais de 50% desde agosto deste ano, tentaram bloquear a venda da nova parcela na Justiça brasileira, que decidiu levantar a medida cautelar em outubro, lembrou o diário “Nikkei”.

“Esta aquisição adicional não só melhorará a gestão da Kirin sobre a Schincariol como subsidiária em propriedade absoluta, mas também ajudará a Kirin a aumentar ainda mais a competitividade da Schincariol no emergente mercado brasileiro e a gerar sinergias com a Kirin”, explica a companhia japonesa no comunicado.

O consumo de cerveja no Brasil cresceu 11% em 2010, segundo dados da Associação Nacional de Bebidas, enquanto caiu no Japão no mesmo período.

A Schincariol foi fundada em 1939 como fabricante de refrescos e hoje em dia possui mais de dez fábricas que produzem cerveja e outras bebidas não alcoólicas em diversos pontos do Brasil.

E aí, o que vocês acham que vai mudar?

Disque gelada: a salvação do seu esquenta

Sabe aquele papo de “ah, passa lá em casa depois” que perde o controle e, quando você percebe, o bate-papo entre amigos virou um esquenta, que virou a própria balada? Ou então você realmente chamou a galera para um esquenta e a bebida acabou. O QUE FAZER? QUEM CHAMAR? Disque gelada! Uma empresa que tem como missão prover cerveja gelada a todos que dela quiserem fazer uso”.

Eles entregam na hora e lugar que você quiser (contanto que seja em São Paulo capital e dentro da área de entrega :P), mas não entregam apenas bebidas. O cardápio é bem completo e é dividido em: Geladas (cervejas e cervejas Premium), Destilados (vodkas, whiskies, cachaças, tequilas), Fermentados (vinhos), Não alcoólicos (água, energéticos, refrigerantes, sucos), Para forrar a barriga (chocolates, chicletes, balas, salgadinhos) e Conveniência (carvão, gelo, cigarros, baralho). Além de opções de combo, como o Liga da Justiça (Smirnoff 1l + 6 Energéticos TNT 269ml + saco de gelo de 2kg) ou então o Capitão América (2 packs de Budweiser 330ml com 6 unidades cada + 1 batata Pringles Original 139g).

Os pedidos podem ser feitos tanto por telefone quanto pelo próprio site. Se você fizer por telefone, pode ligar do seu celular e ainda não pagar por isso, já que eles possuem chips de todas as operadoras e algumas operadoras possuem planos ou promoções pra falar de graça.

Agora você não tem mais desculpa para não fazer nada em uma sexta ou sábado (ou domingo, ou segunda, ou terça…) a noite. Se quiser fazer um programinha mais sossegado ou estiver com preguiça de sair de casa, já sabe quem chamar.

Dica da Bruna.

O mundo na visão de um bêbado

SEMPRE ASSIM!

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

Vi no Cogumelo Louco.

Como será a Budweiser no Brasil?

Ansioso pela vinda da Budweiser e entrando nesse universo novo, comecei a procurar algumas coisas legais pra postar por aqui.

Já postei, há algum tempo, uma ação muito legal que rolou na Argentina, mas o que mais me chama a atenção são os anúncios veiculados nos EUA.

A campanha abaixo é bem antiga, mas ficou um bom tempo no ar:

Outras versões foram feitas, como essa aqui:

Agora fica a dúvida: como serão os anúncios no Brasil? Alguém palpita?

Vale ficar ligado no canal da marca no YouTube e ver o que rola 😉

%d bloggers like this: