Category Archives: Pra forrar o bucho

Pra fazer uma boquinha, um almoço, uma janta…

Disque gelada: a salvação do seu esquenta

Sabe aquele papo de “ah, passa lá em casa depois” que perde o controle e, quando você percebe, o bate-papo entre amigos virou um esquenta, que virou a própria balada? Ou então você realmente chamou a galera para um esquenta e a bebida acabou. O QUE FAZER? QUEM CHAMAR? Disque gelada! Uma empresa que tem como missão prover cerveja gelada a todos que dela quiserem fazer uso”.

Eles entregam na hora e lugar que você quiser (contanto que seja em São Paulo capital e dentro da área de entrega :P), mas não entregam apenas bebidas. O cardápio é bem completo e é dividido em: Geladas (cervejas e cervejas Premium), Destilados (vodkas, whiskies, cachaças, tequilas), Fermentados (vinhos), Não alcoólicos (água, energéticos, refrigerantes, sucos), Para forrar a barriga (chocolates, chicletes, balas, salgadinhos) e Conveniência (carvão, gelo, cigarros, baralho). Além de opções de combo, como o Liga da Justiça (Smirnoff 1l + 6 Energéticos TNT 269ml + saco de gelo de 2kg) ou então o Capitão América (2 packs de Budweiser 330ml com 6 unidades cada + 1 batata Pringles Original 139g).

Os pedidos podem ser feitos tanto por telefone quanto pelo próprio site. Se você fizer por telefone, pode ligar do seu celular e ainda não pagar por isso, já que eles possuem chips de todas as operadoras e algumas operadoras possuem planos ou promoções pra falar de graça.

Agora você não tem mais desculpa para não fazer nada em uma sexta ou sábado (ou domingo, ou segunda, ou terça…) a noite. Se quiser fazer um programinha mais sossegado ou estiver com preguiça de sair de casa, já sabe quem chamar.

Dica da Bruna.

Melhores bares de Sampa: Veloso

Como foi dito neste post, eu, Rafa e as patroas resolvemos conferir alguns bares que saíram na lista de melhores bares e restaurantes de São Paulo.

Na quinta-feira do ultimo feriado, nós 4, mais dois amigos nossos (lembram do “um” e do “dois”?) e a namorada de um deles resolvemos colocar o papo em dia e visitar o Veloso. Noite fria e com chuviscos. Mas não tinha outra data, ou era aquilo, ou passaríamos mais alguns meses até o próximo encontro.

Chegando lá, pensamos que estaria tranqüilo, afinal, era feriado. Grande engano da nossa parte. O amigo “um” chegou alguns minutos antes com a namorada e se informou com o garçom: 1h30 de espera ou então ficar de pé na rua. Naquele frio? Nem f#d&nd@! O Veloso fica em uma rua tranquila, daquelas bem largas e de paralelepípedo, mas naquele frio, no way.

Avisamos os demais por telefone e, aproveitando a proximidade, fomos pra Joaquim Távora. Achamos vagas na rua perto da Rua Áurea (adoro a Vila Mariana) e fomos subindo o quarteirão. Decidimos na hora e acabamos indo novamente ao Paralelo 12:27. Diferente da outra vez (além da namorada, claro), o local estava com música ao vivo (que pesou na hora de decidir em qual bar entrar) e um péssimo atendimento. Todos da mesa reclamaram. Não sei o motivo do mau humor do garçom, mas que guardasse para ele.

E foi piorando. A culpa? Do bar! O cara entregou um cardápio e, sempre que pedíamos algo, ele dizia que não tinha. Só para vocês terem uma idéia, acabei tomando uma Eisenbahn Dunkel em copo americano. Pode isso, Arnaldo?

Mas, no final, a gente se divertiu. Olha só:

“um” e “dois”, respectivamente.

Apesar da música, do mau humor do garçom e da diversão, o Veloso não saía das nossas cabeças. Às 23h30 pagamos a conta e saímos em comboio pra lá. Chegamos e o bar continuava lotado, mas havia uma mesinha na rua e logo nos apossamos, no frio mesmo. O garçom disse que não estavam servindo mais nada, porque a cozinha estava pra fechar. Pensei: filho de uma rapariga, acabou de servir uma porção de fritas na outra mesa e vem com esse papinho? Mas o cara não agüentou, parti pra cima, peguei pela camisa e ameacei moldar uma face nova no desgraçado. Aham, bem isso. O cuzão não resistiu ao pedido das nossas namoradas e cedeu à beleza.

Pedimos 2 porções da famosa coxinha (6 coxinhas médias por porção) e 3 caipirinhas: carambola com manjericão, lima-da-pérsia e tangerina com pimenta dedo-de-moça. A ultima eu que pedi e, modéstia a parte, mandei bem. Só não matamos a vontade da caipirinha de jabuticaba que, diga-se de passagem, foi um dos motivos para não desistirmos de ir ao Veloso.

Veredicto final: a escolha feita pela Folha SP foi mais do que certa! Vamos ver se eles disponibilizam a receita, assim como o Frangó fez. Mas ainda não terminamos de avaliar. O próximo passo é ir sábado ou domingo pra provar a feijoada. Nos aguarde, Veloso. Nos aguarde.

Onde? R. Conceição Veloso, 56 – Vila Mariana – São Paulo – SP
Telefone: (11) 5572-0254
Faixa de Preço: até R$ 35
Cartões: Amex | Diners | Mastercard | RedeShop | Visa | Visa Electron
Horário: De 3ª a 6ª das 17h30 à 00h30; Sáb das 12h45 à 00h30; Dom das 16h às 23h.
Lotação: 60
Site: www.velosobar.com.br

Bar do Zezé: Sonho Meu

Eu sei que o blog é mais focado em bares e botecos de São Paulo, mas saiu a receita campeã do Comida di Buteco, concurso que acontece todo ano em Belo Horizonte, e eu não poderia deixar de publicar!

A receita campeã é a Sonho Meu, um prato com músculo cozido acompanhao de feijão andu, calabreza, bacon, e mandioca amarela com manteiga de garrafa. Com o título, o Bar do Zezé é tricampeão. Parabéns!

Vamos à receita:

Foto: Beto Eterovick

Ingredientes:
– 1 Kg Músculo
– 500g Feijão Andu
– 1 Tomate médio sem sementes e em cubos
– 1 Cebola média cortada em cubos
– 200g Lingüiça calabresa em rodelas
– 200g Bacon
– 1 colher (sopa) alho e sal
– 1 colher (sopa) Colorau
– Óleo
– 1 Kg Mandioca amarela
– 1 colher (sopa) Manteiga de garrafa
– 1 colher (café) sal
– Pimentões verde, vermelho e amarelo picados em tiras
– Cheiro verde e pimenta biquinho a gosto
– 2 colheres de maionese

Modo de fazer:
Corte a carne em cubos e tempere com alho e sal. Refogue a carne com um fio de óleo e o colorau e cozinhe na pressão por 20 minutos.

Cozinhar o feijão andu com a linguiça calabresa em rodelas de 15 a 20 minutos; depois de cozido escorra o caldo e reserve.

Frite o bacon, a cebola, acrescente o tomate em cubos, os pimentões e em seguida o feijão com a linguiça calabresa; depois de refogados junte-os à carne já cozida.

Mandioca
Cozinhe a mandioca com 1 colher (café) de sal até quase desmanchar; acrescente a manteiga de garrafa e a maionese.

Monte o prato e enfeite com cheiro verde e pimenta biquinho.

———————————————————————————————-

Vi essa receita no blog do Marcelo Katsuki. Agora você pode fazer em casa ou, se preferir, pode fazer uma visita ao Bar do Zezé, que fica na Rua Pinheiro Chagas, 406 – Barreiro de Baixo/MG.

Bar Iemanjá: uma noite para se lembrar (ou não)

Não, vocês não estão alucinando. Sim, sou eu escrevendo. É, eu mesmo! Mas não se acostumem (to me fazendo de difícil).

Este sábado eu, Rafael e dois amigos (vamos chamá-los de 1 e 2 – hahahaha – para não comprometer) resolvemos sair. Mas, diferentemente das outras vezes, queríamos gastar menos sentar, conversar e dar risada. A idéia era ir num barzinho na Vila Madalena. Qual? Isso faz parte da aventura. 

 

Mas o nosso querido amigo 1 já vacilou e resolveu chamar uma amiga que, coincidentemente, mora perto da minha casa. Então, lá foi o choffer. Nisso, Rafael disse que queria levar uma amiga. Sobraram eu e o amigo 2, que foi intitulado de “minha puta da noite”.

 

Voltando ao que interessa, depois de ir buscar a amiga do amigo 1, fui direto pra casa do Rafael, pois de lá iríamos de taxi. Aproveitamos pra fazer um esquenta, que envolveu um shot de cachaça artesanal pra mim, mais um copo de vodka com energético pra mim e o que sobrou, pro Rafael e pra nossa nova amiga.

 

Chegando na Vila Madalena, resolvemos ir no Maddá, mas tava lotado, não tinha hostess e os seguranças eram uma simpatia só. Muito bom, principalmente porque ontem nem tava frio. Então, resolvemos atravessar a rua e ir ao Bar Iemanjá. Tá, não foi simples assim, mas o álcool se nega a sair do meu corpo e eu to impaciente.

 

Fomos muito bem recepcionados por uma loira-linda-que-ainda-to-apaixonado-e-nem-me-deu-bola. Disse que não tinha mesa pra seis, mas que poderíamos esperar no balcão até vagar. Nisso, pedimos cinco shots de Germana (R$ 8,00), uma cachaça muito boa, mas não degustei, só virei. Lembro que, nesse mesmo período de tempo, encontramos o gerente do banco do amigo 2, mas só to falando isso pra constar. Ah, já que é pra constar, ele tava com uma japonesinha-gata-que-eu-também-to-apaixonado-até-agora.

 

Cinco minutos depois, conseguimos uma mesa e pedi uma Boazinha (R$ 5,00). Essa não condiz com o nome, mas com o seu estado depois de 2 minutos. Só digo que dali pra frente não me lembro de muita coisa. Lembro que pediram Chopp Escuro Brahma (R$ 5,00) e o claro também. Depois, lembro de ter pedido duas Bohemias long necks (R$ 5,00). Quer dizer, não lembro. Mas se o Rafa lembra, foi feito.

 

Muito liquido e pouca bexiga, igual a banheiro. Ok, limpinho, mas não tinha condições de tirar foto. Eu não tinha condições, diga-se de passagem. Mas o Rafa teve a brilhante idéia de tirar foto das pias, que era numa área comum. Lindo. Parecia de motel. E digo que essa não é uma sensação legal quando tem um homem ao lado. Enfim, lavei as mãos com sabão e com as pétalas. Já disse que adoro estragar a decoração dos lugares?

 

dsc00113

 

Se engana quem acha que a noite acabou ali. Fomos numa padaria famosíssima (a qual não lembro o nome) pra comer alguma coisa. Só digo que eu achava que tinha pedido um sanduíche de filet mignon, todos achavam que era mortadela, mas no final era picanha fatiada.

 

dsc00112

Ah é, a gente comeu mandioca… 

 

Bom, finalizo esse post pedindo desculpas aos meus pais que estão lendo e aproveito pra dar graças por trabalhar, estudar e não ter tempo de vê-los durante a semana pra tomar sermão. Ah, e a todos os presentes na noite de sábado: vergonha alheia rules! Hahahahahahaha

 

Onde? R. Mourato Coelho, 1325 – Pinheiros – São Paulo – SP

Telefone: (11) 3032-6881

Faixa de Preço: até R$ 35

Cartões: Visa | Mastercard | Credicard | Dinners

Horário: De 3ª a 6ª a partir das 17h; Sáb e dom a partir das 13h.

Faixa Etária: de 22 a 25

Lotação: 250

Site: www.bariemanja.com.br

quatrocopos1

%d bloggers like this: