Paróquia Bar: simpático ou desagradável?

Faaaala rapaziada! Que saudade de escrever sobre um bar! Demorei, mas valeu a pena!

 

Seguinte, sexta-feira passada eu e Rafael resolvemos ir num bar aqui pela Vila Mariana, só pra colocar a conversa em dia. Afinal, não nos vemos desde que as aulas acabaram. Além, é claro, que precisávamos, mais uma vez, “exteriorizar a raiva em relação aos pais e ao trabalho”.

 

Ok, o meu problema vocês já devem ter visto neste post. Até sexta-feira não estava tão punk quanto ontem, mas tudo bem. Ontem a crise e a falta de planejamento me atingiram. Demitido. Na verdade, me colocaram em stand-by. Quando tiverem condições, me chamam novamente. Justificativa? Não tinham mais condições de pagar meu salário. Boa. Sorte que hoje tem formatura da patroa e eu vou ficar mais louco que o Batman. Sorte, também,  que tem o Rafael pra tentar ajudar a me carregar depois.

 

Enfim, voltando. Ao chegar na Joaquim Távora, não havíamos decidido em qual bar ir. Mais uma vez, como um bom muquirana-quase-desempregado, fiquei dando voltas pra achar uma vaga na rua. Demorei, mas achei. Saímos a pé a procura de um bar e optamos pelo Paróquia Bar. Barzinho pequeno, mas aconchegante. Truque notado pelo Rafael: espelhos gigantes que dão a impressão de ser maior. Lá dentro estava lotado, então logo pegamos uma mesinha na calçada. Sorte que todos os barzinhos da região têm uma proteção, pois estava com aquela chuvinha fininha e chata.

 

paroquia bar

 

O garçom demorou um pouco pra nos atender, mas até aí tudo bem, a gente ia batendo papo. Pedimos o cardápio e veio ligeiro. Estávamos com fome e depressivos. Sinônimo de breja e petisco com sustância. Pedimos 2 long necks Bohemia (R$ 4,50 cada), já que o garçom disse que cerveja em garrafa só no bar da frente (assim que se ganha cliente, hein?!) e uma porção de filet com molho gorgonzola, a R$ 26, 00 a porção. 

  

imagem0251

 

Agora, prestem MUITA atenção. Pedimos DUAS long necks, certo? O garçom trouxe um balde de gelo com 7. Os dois, espantados, perguntamos pra quê tudo aquilo. E a resposta do cabeça-de-ovo foi a seguinte: “É que depois da primeira, vem a segunda, a terceira…aí poupa o meu trabalho de ir e vir!”. CACETE. Garçom folgado da porra! Tudo bem, deixamos quieto. Mas enfim, essa é uma outra forma de empurrar cerveja que eu odeio.

 

O tempo passava e a porção de filet não chegava. Quando chegou, quase dei risada. Parecia um pires. Tava bom? Tava. Mas a porção de pães que veio junto era bem maior. Logo em seguida, para a nossa surpresa, um cachorro de rua resolveu nos fazer companhia. Veio correndo do outro lado do bar e se acomodou entre a nossa mesa e a mesa ao lado. Cutuquei o bicho pra sair dali e nada. O filha-da-mãe tava achando que era carinho. Chamei o garçom e reclamei. A resposta? “É, eu expulsei ele do outro lado”. E foi embora. ÓTIMO.

 

O tempo passou, papo vai, papo vem, o cachorro sumiu. Cinco minutos depois, o bicho vem correndo e passa debaixo da minha cadeira. Logo atrás vem o cabeça-de-ovo correndo, batendo palmas e falando “Xô! Xô!”. Um espetáculo a parte.

 

Depois dessa, resolvemos ir embora. Papo em dia, barriga cheia, garçom folgado, cachorro pulguento. Uma bela noite. Pedimos a conta. E, pra variar, o garçom solta uma pérola: “Essa noite vocês vão ganhar desconto!”. A gente fica todo animado, porque achamos que merecíamos. Aí o safado completa: “Hoje eu não cobro pela simpatia (piscadela)”.

 

E vocês acham que acaba por aí? Não, senhores! Antes de zarparmos, o comédia vira e fala: “Quarta-feira é a noite das gatas..se bem que ao lado, tem a mesa 28…não é uma Brastemp, maaaas..”. Eu, com toda aquela simpatia ogrística, respondo: “É sim..tem o formato de uma”.

 

Depois dessa, preciso falar mais alguma coisa?

 

Onde? R. Joaquim Távora, 1139 – Vila Mariana – São Paulo – SP

Telefone: (11) 5572-7071

Faixa de Preço: na faixa!

Cartões: Visa | Mastercard | Credicard | Dinners | Amex

Horário: De 2ª a Sáb a partir das 12h; Dom a partir das 17h. (Lei do PSIU; Fecha à 01h00 no max.)

Idade Mínima: 18

Faixa Etária: de 22 a 25

Lotação: 140

Site oficial: não tem! vou oferecer meus serviços..hahahaha

doiscopos_melhor

Anúncios

Posted on 30/01/2009, in Birra, Pra forrar o bucho, Pra quebrar o silêncio, Todas and tagged , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. 8 comentários.

  1. Que boteco meia boca hein… ainda por cima o garçom é folgado e abusado!

  2. Deixa o cachorro em paz, playboizinho!

  3. Eu não. Cachorro de rua, todo sujo.
    Não gosto de arranjar sarna, já você…

  4. Pois é Luis, pela sua descrição seu dia não era o mais apropriado para sair de casa…uma pena, acontece para todos.
    Bem, eu conheci o Paróquia há poucos meses e minha impressão é oposta. Eu e meu marido somos frequentadores de muitos botecos e achamos que este é bem legalzinho, existem outras porções saborosas e honestas. Acho que vale a pena ir em outra oportunidade (mais tranquilo) para limpar a má impressão. Até.

    • Olá.
      Em viagem de negócios em Sampa, e com muito pouco tempo pra me refestelar em um bar, fui hoje ‘a noite ‘a Paroquia ( o que perdoa todos os exageros ). Gostei do chopp honesto e do filé, que, cordialmente, o garçom trocou o acompanhamento para arroz com brocólis e legumes – mais adequado ao cinquentão.
      Concordo com a Ana, o boteco merece outra chance!
      Amitiés,
      Beto.

  5. Frequentava o Paróquia e começei a frequentar aquele barzinho depois do Etapa…show de bola….acho que se chama Barbirô…tinha música ao vivo, petiscos deliciosos e variados e um atendimento de primeira….

  6. tbem não gostamos do atendimento, no periodo noturno, (frequentamos para almoço, e tudo vai bem) o garçon não te deixa sequer acabar o chopp para trocar por outro!… não adiantou pedir pra dar um tempo!…

  7. Pois é Luis…achou os garçons folgados? Eu tive a infelicidade de conhecer o dono do lugar!O garçom disse que se chama Eduardo.Estava bêbado bêbado.Pegamos uma mesa lá dentro, eu e duas amigas. Inicialmente ele começou a agradecer por ter 3 mulheres tão bonitas no barzinho dele…bem xavequinho de bêbado.Durante nossas conversas ele começou a ir na mesa, cortar a conversa com piadinhas, sabe…bem inconveniente.Até que seus comentários ficaram mais pesados e eu fiquei constrangida. Pedi para ele parar que tinha passado do limite…O garçom disse que não podia fazer nada pois ele era o dono e pediu desculpas!Conversei com o acompanhante que convenceu o bebum (o dono!!!) de ir embora (ah, que por sinal é casado!!!!Coitada!!!!)Bom, nem vou falar o que ele disse porque sinto vergonha alheia!!!Lá eu não volto nunca mais!!!!!!!Estou indignada!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: